Banho de água fria solidário

23 de agosto de 2014, escrito por Redação i3i, na categoria O que nos inspira

Fonte

O desafio do balde de gelo vem fazendo grande sucesso nas redes sociais nas últimas semanas. O que inicialmente parece apenas uma brincadeira de internet tem, no fundo, a finalidade de ajudar pessoas com uma doença rara chamada Esclerose Lateral Amiotrófica, também conhecida como Lou Gehrig. Internacionalmente, o desafio é conhecido como Ice Bucket Challenge e tem como objetivo arrecadar fundos para a Associação da Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA) para financiar pesquisas e ajudar pessoas no tratamento da doença.

 


Artistas entraram na campanha para pesquisar causas da Esclerose Lateral Amiotrófica

Com mais de 613 mil vídeos postados no Youtube, famosos de todo o mundo resolveram não apenas realizar o desafio, mas também ajudar com doações. Mark Zuckerberg, Gisele Bündchen, Ivete Sangalo, Lady Gaga, Luciano Huck , entre outros famosos, realizaram a tarefa de forma divertida e solidária. Quem começou o desafio foi o ex-capitão do time de beisebol Boston College, Pete Frates, que foi diagnosticado, em 2012, portador da doença.

A regra do Ice Bucket Challenge é clara: o desafiado tem o prazo de 24 horas para tomar, literalmente, um banho de água fria e tem o direito de indicar três pessoas para realizar a brincadeira. Caso o desafio não seja cumprido, o desafiado deve doar 100 dólares para a Associação da Esclerose Lateral Amiotrófica. Entretanto, as pessoas estão realizando o desafio e, ao mesmo tempo, contribuindo com doações dos mais variados valores.

Segundo o neurologista e pesquisador da área de Esclerose Múltipla Guilherme Sciascia do Olival, a Esclerose Lateral Amiotrófica é uma doença degenerativa que atinge a parte motora do paciente, comprometendo assim os movimentos e causando uma atrofia muscular. Ela afeta mais homens do que mulheres, mas não se sabe cientificamente o porquê dessa estatística, explica o neurologista. A expectativa de vida para pessoas que recebem o diagnóstico é, em média, de 2 a 5 anos. Pelo fato de ser uma doença incurável, a única saída para retardar o avanço da doença é o tratamento com medicamentos e sessões de fisioterapia.
 







Gostou do nosso conteúdo? Acompanhe pelo Facebook


Tags: Internet,

Notícias relacionadas:

Ou se preferir veja uma listagem com todas as notícias do i3i!

Comentários!
Use a caixa de comentários abaixo para comentar, compartilhar e interagir com os leitores do site.

O i3i também está no Facebook

Veja abaixo o que os seguidores da nossa fanpage estão dizendo sobre essa matéria.


Você também vai gostar de ...

Encontre-nos no Facebook

i3i ® 2014. Todos os direitos reservados.