Como manter os dentes saudáveis e envelhecer sorrindo

13 de maio de 2014, escrito por Redação i3i, na categoria Saúde

Fonte


Não há idade para cuidar dos dentes e até colocar aparelho

Perceber a boca como parte do corpo e dedicar a ela os devidos cuidados é o primeiro passo para chegar à melhor idade com um belo sorriso no rosto. O problema é que, conforme os anos vão passando, nem sempre a boca ocupa o primeiro lugar da lista de preocupações. A professora do Departamento de Próteses da Faculdade de Odontologia da USP, Maria Luiza Moreira Arantes Frigerio, chama a atenção para a importância no auto-exame, que deve ser feito uma vez por semana. “Por a língua pra fora, em frente ao espelho, examinar a boca inteira e procurar com o intuito de identificar qualquer lesão ainda no início”, explica ela. 

Atividade física regular e bons hábitos alimentares, que incluem uma dieta com pouco açúcar, também fazem parte dos cuidados com a dentição. “A saúde mental e física têm muito a ver com a saúde bucal, pois tudo que acontece com o corpo tem ligação direta com a boca”, afirma a especialista. Além disto, é indispensável o uso de fio dental quantas vezes ao dia for possível e de uma escova-de-dentes macia para não desgastar o esmalte e nem as gengivas. 

Coordenadora do Programa Envelhecer Sorrindo, da USP, Maria Luiza se dedica a cuidar dos dentes de pessoas com mais de 60 anos duas vezes por semana. O projeto aposta no atendimento multidisciplinar para tornar possível que as pessoas tenham dentes saudáveis até o fim da vida. A proposta nasceu, justamente, pela percepção da dificuldade que os pacientes idosos têm em manter uma regularidade nas visitas ao consultório em função de problemas de saúde. Desta forma, o dentista não atua sozinho, pois conta com o auxílio do odontogeriatra e também de profissionais de psiquiatria, fonoaudiologia, fisioterapia e de arte terapia. Um sorriso saudável tem relação com a boa aparência e com a sociabilização. “Quando a pessoa não tem dente, ela não quer sair de casa, e vai ficando deprimida”, avalia. 

Todos os anos, o Programa Envelhecer Sorrindo faz, em média, 1,2 mil atendimentos. Neste mesmo período, 60 pacientes são tratados e saem da universidade com a boca impecável. Embora a USP não faça divulgação do programa, há uma grande demanda por atendimento especializado. Atualmente, há 300 pacientes aguardando para serem chamados





Gostou do nosso conteúdo? Acompanhe pelo Facebook


Tags: Odontologia,

Notícias relacionadas:

Ou se preferir veja uma listagem com todas as notícias do i3i!

Comentários!
Use a caixa de comentários abaixo para comentar, compartilhar e interagir com os leitores do site.


Você também vai gostar de ...

Encontre-nos no Facebook

i3i ® 2014. Todos os direitos reservados.