Como saber se a dor de cabeça é sinal de um problema mais grave?

12 de setembro de 2014, escrito por Redação i3i, na categoria Saúde

Fonte

É comum as pessoas sentirem dor de cabeça de vez em quando – até de cansaço. Mas em alguns casos a dor pode sinalizar um problema mais grave que exige intervenção médica imediata. Mas como saber a diferença?


Existem alguns tipos de dor de cabeça mais preocupantes, por isso é importante se manter atento

De cada 100 brasileiros, 36 sofrem com a dor de cabeça leve a moderada, de acordo com estudo da Universidade Federal de Santa Catarina. Em geral, pode-se curar com um analgésico simples. Mas a dor de cabeça também é o primeiro sinal de complicações de saúde e doenças, como tumores, isquemias, trombose, e até de dengue.


Segundo o neurologista Leandro Teles, da Universidade de São Paulo, existem alguns tipos de dor de cabeça mais preocupantes. Por isso é importante se manter alerta: “É fundamental atentar para o padrão da dor, sua evolução no tempo, os sintomas associados e o contexto que gerou seu aparecimento”.


A seguir, o especialista enumera os principais sinais de gravidade, casos que devem receber ajuda médica. Mas claro que essas são dicas gerais e não regras absoluta - Sempre que a dor de cabeça incomodar muito e alterar o ritmo de vida é deve-se procurar ajuda especializada para se certificar do diagnóstico.

 

1- DOR DE CABEÇA SÚBITA
Um dor de cabeça repentina, explosiva, que atinge seu ápice de intensidade em poucos segundos é muito preocupante. Para o médico que escuta esse tipo de queixa fica o receio da ruptura ou distensão de um aneurisma cerebral, que é uma dilatação de uma artéria que pode eventualmente se rompem.


2- DOR DE CABEÇA COM SINTOMAS NEUROLÓGICOS ASSOCIADOS
Sempre que a dor vier acompanhada de outro sintoma neurológico focal, o atendimento deve ser imediato. Atentar para fraqueza muscular em alguma parte do corpo, alteração de sensibilidade, confusão mental, alteração visual ou dificuldade para falar ou caminhar.


3- DOR DE CABEÇA COM SINAIS DE INFECÇÃO
Preste muita atenção e corra para um médico se sua dor de cabeça for acompanhada de febre, dores no corpo, náuseas, dificuldade de movimentar o pescoço, manchas pelo corpo ou mesmo calafrios.  Esse tipo de associação pode significar uma meningite, um abscesso cerebral, uma sinusite e até mesmo um caso de  dengue.


4- DOR DE CABEÇA QUE SURGE DURANTE ESFORÇO FÍSICO OU ATIVIDADE SEXUAL
Em casos em que a dor iniciou-se durante o esforço ou atividade sexual novamente surge o temor da distensão ou ruptura de um aneurisma cerebral.


5- DOR DE CABEÇA EM PESSOAS MAIS DEBILITADAS
Dores em pessoas acima de 60 anos, antecedente de tumores, problemas de coagulação, imunidade baixa, gestantes e criança pequenas, por exemplo, merecem uma atenção toda especial. Nesses pacientes, a fragilidade torna a ocorrência de um problema mais preocupante mais provável que na população geral.

 

6- DOR DE CABEÇA PROGRESSIVA
Aquela dor que acomete o paciente diariamente e que mostra-se pior a cada dia é, sem sombra de dúvida, um bom motivo para procurar rapidamente um neurologista. Esse tipo de evolução arrastada e progressiva é típico de lesões que ocupam espaço dentro do crânio, como tumores, trombose venosa, abscesso, etc.


 7- DOR DE CABEÇA APÓS TRAUMATISMO CRANIANO
Muito cuidado com dores que surgem após traumatismo relevante na cabeça. O trauma pode gerar inchaço, contusões e mesmo sangramentos dentro e em torno do cérebro. As pessoas mais susceptíveis a complicações de trauma são os idosos, as crianças pequenas e os alcoólatras.


Gostou do nosso conteúdo? Acompanhe pelo Facebook


Tags: Dor, Dor,

Notícias relacionadas:

Ou se preferir veja uma listagem com todas as notícias do i3i!

Comentários!
Use a caixa de comentários abaixo para comentar, compartilhar e interagir com os leitores do site.

O i3i também está no Facebook

Veja abaixo o que os seguidores da nossa fanpage estão dizendo sobre essa matéria.


Você também vai gostar de ...

Encontre-nos no Facebook

i3i ® 2014. Todos os direitos reservados.