Consumidores da terceira idade gastam mais com o que desejam, diz pesquisa

03 de setembro de 2014, escrito por Redação i3i, na categoria Finanças

Fonte

Os consumidores com mais de 60 anos estão gastando mais. E, contrastando com o pensamento popular, estão comprando mais itens que desejam do que aqueles que são necessidades básicas do lar. Essas foram algumas das revelações de pesquisa inédita divulgada nesta semana pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e o portal de educação financeira Meu Bolso Feliz. O levantamento contou com consumidores da terceira idade de todo o País. 


Terceira Idade considera compras uma atividade de lazer

A pesquisa mostrou ainda algumas curiosidades relacionadas a esse público. Uma das constatações é que o mercado brasileiro não está totalmente preparado para atender às exigências dos idosos. Cerca de 45% dos entrevistados disse ter dificuldade em encontrar produtos para a sua idade. A maior reclamação vem do público feminino e com idade entre 70 e 75 anos. 

Para a economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti, os consumidores da terceira idade constituem um importante mercado a ser explorado pelos setores do comércio e de serviços. Segundo ela, esses segmentos precisam ficar mais atento e desenvolver estratégias para atender a este público. A pesquisa indica que há uma demanda significativa no setor de moda e vestuário para a terceira idade.

"Essa parcela da população sente falta de peças não estereotipadas e que não os façam se sentir inadequados para a idade que têm”, destaca Marcela. Essa lógica fica clara quando os produtos que os clientes mais têm dificuldade em encontrar são roupas, celulares com teclas maiores e turismo exclusivo para esta faixa etária. 

O perfil do cliente da terceira idade também é mais exigente. Exemplo disso é que mais da metade (52%) alega dar mais valor à qualidade dos produtos, mesmo que seja preciso pagar mais caro por isso. Outra constatação é que quase 23% dos entrevistados entende "o fazer compras" como uma atividade de lazer do dia a dia. 

Seis em cada dez (66%) entrevistados disseram que a vida financeira que levam atualmente é melhor do que há alguns anos. Além disso, 72% consideram sua situação financeira estável ou boa. Em relação à fonte de renda, sete em cada dez (73%) entrevistados recebem auxílio da aposentadoria do INSS ou o pagamento de pensão. Mas há uma parcela que ainda se mantêm no mercado de trabalho.

A pesquisa mostrou que 14% se dedicam ao trabalho informal, 9% ainda têm carteira assinada, 7% contam com os rendimentos da previdência privada, 5% recebem ajuda dos filhos e somente 4% não possuem qualquer renda. Os rendimentos têm dado maior independência aos consumidores da terceira idade, mas, ao mesmo tempo, eles seguem auxiliando no sustendo das suas famílias. Segundo o levantamento, 74% dos entrevistados conseguem manter as suas necessidades com o valor que recebem. Porém, 94% disseram que contribuem para o sustento da casa e 54% são os únicos responsáveis pelo pagamento das despesas. 


Gostou do nosso conteúdo? Acompanhe pelo Facebook


Tags: Finanças,

Notícias relacionadas:

Ou se preferir veja uma listagem com todas as notícias do i3i!

Comentários!
Use a caixa de comentários abaixo para comentar, compartilhar e interagir com os leitores do site.

O i3i também está no Facebook

Veja abaixo o que os seguidores da nossa fanpage estão dizendo sobre essa matéria.


Você também vai gostar de ...

Encontre-nos no Facebook

i3i ® 2014. Todos os direitos reservados.