Dia para cuidar da sua pressão

26 de abril de 2014, escrito por Redação i3i, na categoria Saúde

Fonte


Hipertensão atinge 50% dos idosos brasileiros. Crédito: Sandro Vinciprova

Se você é uma daquelas tantas pessoas que têm uma vida desregrada com alimentação inadequada, fuma, está acima do peso e não gosta de praticar atividades físicas, atenção. É hora de abrir o olho para a hipertensão. Para alertar milhares de brasileiros que estão na faixa de risco, a Sociedade Brasileira de Cardiologia definiu que este sábado, 26 de abril, é o Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão.

Doença assintomática, a hipertensão tem números impressionantes não só no Brasil como no mundo, já que 30% da população brasileira tem pressão alta, mais de 50% na terceira idade, e está presente em 5% das crianças e adolescentes.
Não bastasse isso, a doença é responsável por 40% dos infartos, 80% dos acidentes vasculares cerebrais (AVCs) e 25% dos casos de insuficiência renal terminal. No mundo, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de 7 milhões de pessoas morrem a cada ano e 1,5 bilhão adoecem por causa da pressão alta.

E os riscos da doença só aumentam com o passar dos anos. Daí a importância de seguir alguns conselhos, como verificar a pressão precocemente. Até os 18 anos, a pressão deve ser medida uma vez por ano, assim como controlar o colesterol. A partir dos 40 anos, as pessoas devem ser submetidas a avaliações anuais, já que a maior parte das manifestações ocorre após esta idade.

Além disso, outras medidas preventivas são fundamentais para evitar a hipertensão. Entre elas, evitar o consumo exagerado de sal, fumo, o sedentarismo e a obesidade. O cardiologista Paulo Leães, da Santa Casa de Misericórdia, chama a atenção que a doença é fator de risco para uma série de complicações para doenças renais e cardiovasculares, que levam à morte. “Quanto mais cedo for descoberta a doença, maiores as chances do paciente levar uma vida normal”, esclarece o cardiologista. Ele lembra que a pressão considerada normal é a tradicional 12x8, mas a marca de 14x9 também tem sido aceita pelos médicos. O controle da doença é feito por medicamentos.

SUSTO – O aposentado Antonio de Carvalho Heinsch, 74 anos, faz parte do grupo de 30% da população brasileira hipertensa. Ele descobriu a doença há 31 anos, depois de passar mal na farmácia em que trabalhava, caindo sobre a esposa Amália, em função de uma tontura. Levado ao médico, descobriu não só a doença como também uma arritmia cardíaca.

Embora não preenchesse todos os pré-requisitos para a manifestação da doença – apenas fumava – o aposentado só foi deixar o cigarro há 15 anos por conta de um problema no pulmão. Entretanto, apoiado pelos medicamentos que toma religiosamente em dia, não deixou de praticar o seu futebol aos finais de semana. “A minha vida não mudou nada, tirando os remédios que passei a tomar. Não fiquei tão preocupado”, conta o aposentado, que perdeu a mãe, hipertensa e vitimada por um infarto com 61 anos.

Gostou do nosso conteúdo? Acompanhe pelo Facebook


Tags: Infarto, Hipertensão,

Notícias relacionadas:

Ou se preferir veja uma listagem com todas as notícias do i3i!

Comentários!
Use a caixa de comentários abaixo para comentar, compartilhar e interagir com os leitores do site.


Você também vai gostar de ...

Encontre-nos no Facebook

i3i ® 2014. Todos os direitos reservados.