Dieta mediterrânea ajuda a prevenir doenças cardiovasculares

22 de agosto de 2014, escrito por Redação i3i, na categoria Saúde

Fonte

A dieta mediterrânea, à base de carne branca, principalmente com peixe, azeite de oliva extra virgem, grãos integrais, frutas, legumes, castanhas e vinho, ajuda a prevenir doenças cardiovasculares em pessoas com mais de 55 anos. Esse é o resultado de pesquisa realizada na Espanha e que será o tema de conferência neste sábado (23 de agosto) em Gramado (RS), durante o Congresso da Sociedade de Cardiologia do Rio Grande do Sul (Socergs). Os detalhes do estudo Predimed - Prevención con Dieta Mediterránea serão apresentados pelo biólogo e nutricionista espanhol Helmut Schröder, que está percorrendo o mundo para relatar os benefícios da dieta mediterrânea na prevenção de uma série de doenças. 


Consumo moderado de vinho é recomendado pela dieta mediterrânea na prevenção de doenças cardiovasculares

Durante sete anos, a pesquisa envolveu cerca de 7 mil pacientes com risco de ter ou desenvolver alguma doença cardiovascular. O estudo foi realizado entre os anos de 2006 e 2013, comparando um grupo de pessoas que seguiram à risca a dieta mediterrânea com outro, da mesma faixa-etária (acima de 55 anos) que se alimentou normalmente. O resultado foi que as pessoas que consumiram predominantemente os itens da dieta mostraram 40% menos chances de desenvolver doenças cardiovasculares como infarto do miocárdio e aterosclerose, entre outras. Schröder considera que, apesar da dificuldade de adaptar este tipo de alimentação a outras regiões do planeta, é possível agregá-lo a outras dietas.

O médico cardiologista André Galvão, diretor da Socergs, concorda. “Estudos como estes permitem observar, cada vez mais, que existem bons resultados”, avalia, referindo-se à intervenção da dieta mediterrânea na saúde de pacientes com risco cardíaco. De acordo com ele, o vinho, por exemplo, associado a hábitos saudáveis e atividades físicas, funciona como uma espécie de antinflamatório, pois contém substâncias que ajudam a limpar as artérias. Contudo, é preciso estar atento ao consumo moderado. O ideal, de acordo com o cardiologista, é um cálice de 150 ml de vinho por dia.

Mais informações sobre o pesquisador 

Helmut Schröder é doutor em Biologia Humana e licenciado em Ciências da Nutrição. Suas linhas de investigação centram-se na relação entre estilo de vida e as doenças. Mais informações sobre o estudo estão disponíveis no site: www.predimed.es.


Gostou do nosso conteúdo? Acompanhe pelo Facebook


Tags: Alimentos,

Notícias relacionadas:

Ou se preferir veja uma listagem com todas as notícias do i3i!

Comentários!
Use a caixa de comentários abaixo para comentar, compartilhar e interagir com os leitores do site.

O i3i também está no Facebook

Veja abaixo o que os seguidores da nossa fanpage estão dizendo sobre essa matéria.


Você também vai gostar de ...

Encontre-nos no Facebook

i3i ® 2014. Todos os direitos reservados.