Estudar outro idioma ajuda a manter as pessoas jovens

15 de setembro de 2014, escrito por Redação i3i, na categoria Mente

Fonte

Conteúdo exclusivo © i3i

Tentar aprender uma nova língua na idade adulta é um verdadeiro desafio. O cérebro já está cheio de informações, e as pessoas, em geral, são impacientes e têm medo de errar. Mas o esforço vale a pena: pesquisas mostram que só o ato de estudar outro idioma – sem necessariamente aprender a falar – estimula a mente e pode até prevenir o envelhecimento.

 


A parte do cérebro associada ao aprendizado de línguas é a mesma ligada à memória, ao raciocínio indutivo e à discriminação dos sons

No ano passado, pesquisadores da universidade Northwest, em Illinois (EUA), identificaram que a parte do cérebro associada ao aprendizado de línguas é a mesma ligada à memória, ao raciocínio indutivo e à discriminação dos sons. Ou seja, praticar inglês ou outras línguas, pode exercitar a área cerebral na qual se apresentam os declínios mentais atribuídos à idade.


Foi justamente para manter a mente ativa que o aposentado Roberto Mônaco, 76 anos, resolveu estudar a sua quarta língua estrangeira, o francês. Ele também pratica, quando tem tempo, o espanhol, o inglês e o italiano. “Faço isso para não ficar parado. Não posso ficar em casa só assistindo televisão”, diz.


Há um ano e meio estudando na escola Millennium Línguas, em São Paulo, ele já percebeu avanços no seu dia-a-dia com relação à facilidade de prestar atenção e de realizar mais de uma tarefa ao mesmo tempo. Na verdade, ele se sente tão bem, que está planejando realizar um curso de pós-graduação em breve. Além disso, percebeu uma melhora na sua vida cultural já que pode, inclusive, assistir filmes em francês.

A coordenadora pedagógica Luciara Avelino afirma que vários dos seus alunos já relataram melhorias na vida profissional, pessoal e um maior apreço por cultura e arte. Em parte, acredita, é porque a escola busca estimular outras áreas da vida dos alunos ao ensinar um novo idioma. “O nosso método parte do princípio que o aluno tem que gostar de estudar, e eles acabam levando isso para o resto da vida”, diz.



O aposentado Roberto Mônaco, 76 anos, resolveu estudar a sua quarta língua estrangeira, o francês.

Gostou do nosso conteúdo? Acompanhe pelo Facebook


Tags: Educação,

Notícias relacionadas:

Ou se preferir veja uma listagem com todas as notícias do i3i!

Comentários!
Use a caixa de comentários abaixo para comentar, compartilhar e interagir com os leitores do site.

O i3i também está no Facebook

Veja abaixo o que os seguidores da nossa fanpage estão dizendo sobre essa matéria.


Você também vai gostar de ...

Encontre-nos no Facebook

i3i ® 2014. Todos os direitos reservados.