O poder da música para curar a alma

14 de setembro de 2014, escrito por Redação i3i, na categoria Mente

Fonte

Conteúdo exclusivo © i3i

A música pode mudar a vida de muita gente e ajudar a superar dificuldades, principalmente aquelas típicas da terceira idade. Consciente disso, o musicoterapeuta Everton Pires está dando início a um projeto voltado exclusivamente a pessoas com mais de 65 anos. Um exemplo que serve de inspiração neste 15 de setembro, no Dia do Musicoterapeuta.

 


No Dia do Musicoterapeuta, o i3i faz uma homenagem a quem ajuda os outros apenas com as notas musicais

Com a ideia de melhorar a qualidade de vida do público da terceira idade e fazer com que ele se comunique através da música, Everton Pires resolveu dar início a uma oficina de musicoterapia com encontros quinzenais em Porto Alegre, cujas inscrições já estão abertas e tem início previsto para outubro. A ação consiste em encontros rítmicos. Cada “reunião musical” oferece aos alunos um desafio diferente: dançar, cantar, tocar um instrumento e se entregar à música. Os idosos reagem  de maneira distinta aos estímulos musicais. “A musicoterapia ajuda a trabalhar a ansiedade, a prevenir tendências à depressão e isolamento, situações que ocorrem nessa faixa etária” diz o musicoterapeuta.

 

Pires explica que, os depressivos, por exemplo, têm mais dificuldade para se soltar nas atividades, mas, com o tempo, começam a se socializar mais com o grupo e percebem também mudanças bioquímicas no organismo, como a melhora da circulação sanguínea. Já nos ansiosos, a atenção volta-se para a respiração. Muitos pacientes que sofrem de ansiedade possuem uma respiração muito ofegante e, a partir das sessões de musicoterapia, reaprendem a respirar gerando assim interferências nos processos mentais, afirma Pires.

 

Além de ser uma forma de arte, a musicoterapia auxilia no bem estar das pessoas. Os ritmos dançantes e calmos, as melodias tranquilas e agitadas são capazes de auxiliar na diminuição dos problemas mentais, físicos e sociais. A musicoterapia ajuda a melhorar o humor, a motivação e a combater os problemas de estresse. Pires explica também que no projeto os idosos podem praticar movimentos corporais e se envolver emocionalmente com os sons, fazendo com se sintam melhores e mais relaxados.

 

Por ser uma fase da vida onde se acumulam vivências, essa terapia também auxilia as pessoas da terceira idade a superarem perdas e a lidarem com situações difíceis. Além disso, a terapia ajuda a melhorar a concentração, tornando o idoso mais disposto.


 


Gostou do nosso conteúdo? Acompanhe pelo Facebook


Tags: Datas,

Notícias relacionadas:

Ou se preferir veja uma listagem com todas as notícias do i3i!

Comentários!
Use a caixa de comentários abaixo para comentar, compartilhar e interagir com os leitores do site.

O i3i também está no Facebook

Veja abaixo o que os seguidores da nossa fanpage estão dizendo sobre essa matéria.


Você também vai gostar de ...

Encontre-nos no Facebook

i3i ® 2014. Todos os direitos reservados.