Por um mundo sem fome e livre da morte

08 de abril de 2014, escrito por Redação i3i, na categoria Mente

Fonte


Jose Cordeiro palestrou a conselho do i3i na manhã desta segunda-feira

Imagine um mundo em que morrer seja uma opção e as doenças, previsíveis e curáveis. Onde não falte comida e que ela seja barata e acessível a todos. O que para muitos pode parecer conto de fadas, está nos planos de alguns pesquisadores ao redor do mundo. E eles vêm ganhando rapidamente novos adeptos e investidores. O conceito de "morte da morte" é o tema central da palestra que será ministrada hoje por Jose Cordeiro durante o Fórum da Liberdade, em Porto Alegre. O professor-fundador da Singularity University e colunista do i3i esteve ontem reunido com o Conselho Diretivo do projeto expondo suas ideias inovadoras acerca da longevidade com qualidade. Segundo ele, está próximo o tempo em que será possível conter o envelhecimento das células humanas. A base dos estudos está exatamente em uma das doenças que mais mata na atualidade: o câncer. Isso porque as células cancerígenas são mutações das humanas que, simplesmente, descobriram uma forma de se tornarem imortais. Testes para ampliar a expectativa de vida já apresentam resultados concretos em ratos e insetos com aumento de até seis vezes no tempo normal.

As respostas sobre esse novo mundo devem vir nas próximas décadas de instituições como a Singularity University e a Calico (California Life Company), companhia criada pelo Google em 2013 para estudar a imortalidade. Cordeiro sustenta que, inicialmente, ela será um benefício à disposição de poucos. Contudo, em alguns anos, deve haver a democratização desse direito. E, para sustentar um mundo de "imortais", ele garante que a nanotecnologia trará a base para a produção de alimentos e matérias-primas. Um universo de insumos baratos e produzidos em laboratório. "Comeremos caviar e champanhe todos os dias por US$ 2,00", exemplifica.

É um caminho similar ao que se vê hoje com o sequenciamento do genoma humano. O processo, que chegou a custar US$ 1 bilhão e levar até 13 anos para ser concluído, hoje custa cerca de US$ 1 mil dólares. A expectativa, prevê Cordeiro,é que, em 2020, o custo para desvendar o genoma de um indivíduo e pontuar as causas prováveis de sua morte custará apenas US$ 100 dólares.

E Cordeiro vai além. O professor confia que será possível controlar o relógio biológico do ser humano, para que se possa escolher em qual fase da vida se quer "ficar" por mais tempo. Estudos apontam que em 20 ou 30 anos poderemos ter resultados concretos. Cordeiro explica que a medicina ganhará um perfil de "ciência exata", tornando-se mais acessível e permitindo um tratamento pessoalizado. Com isso, o desafio de curar doenças como o câncer, o Mal de Parkinson e o Alzheimer será concretizado. Em duas ou três décadas, paraplégicos poderão voltar a caminhar graças à revolução tecnológica e tudo isso graças aos quatro pilares que movem as pesquisas: nanotecnologia, biotecnologia, infotecnologia e estudos cognitivos.

Cordeiro ainda garante que pesquisas sobre as potencialidades do cérebro evoluirão muitos nos próximos anos, principalmente no caminho da interação com as máquinas. Aliás, prevê a criação de robôs cada vez mais humanos e repletos de sentimentos. E alerta: isso já é uma realidade na Coreia do Sul, onde estuda-se uma legislação para garantir "os direitos humanos" aos robôs.

Próximas agendas:

Ainda nesta semana, Jose Cordeiro participa de outras palestras no Brasil. Na quinta-feira (10/4), às 11h., ele fará conferência na Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), no anfiteatro Leitão da Cunha (rua Botucatu, 740, Campus São Paulo). Às 20h, estará no Centro Kabbalah do Brasil, na rua Alameda Itu, 1535, Jardim Paulista (SP).

Gostou do nosso conteúdo? Acompanhe pelo Facebook


Tags: Fórum da Liberdade,

Notícias relacionadas:

Ou se preferir veja uma listagem com todas as notícias do i3i!

Comentários!
Use a caixa de comentários abaixo para comentar, compartilhar e interagir com os leitores do site.


Você também vai gostar de ...

Encontre-nos no Facebook

i3i ® 2014. Todos os direitos reservados.