Quando o perigo está dentro de casa

10 de junho de 2014, escrito por Redação i3i, na categoria Saúde

Fonte

A violência contra os idosos geralmente ocorre dentro de casa e não está restrita a empurrões, xingamentos e desprezo. Uma das formas mais comuns de violência contra os idosos no Brasil é a negligência, ou seja, o simples fato de omitir-se a prestar socorro ou o atendimento necessário em um determinado momento. Isso porque muitas pessoas se dizem incapazes de fornecer os cuidados de que os idosos necessitam, negam-se a conviver com eles ou não dispõem de paciência para responder a mesma pergunta mais de uma vez.


Atenção deve ser redobrada em casos de idosos com muitos hematomas ou ferimentos inexplicados.

Infelizmente, não é raro encontrar casos como o do aposentado C.N., 87 anos. Sob a vigília de uma cuidadora, ele sempre reclamava da falta de carinho e dos “apertões” que recebia. Crédulos de que o pai estava “aumentando a história”, os filhos não deram ouvidos ao aposentado.  As suspeitas só aumentaram quando, anos mais tarde, após seu falecimento por causas naturais, sua a esposa também em idade avançada ficou doente e começou a fazer queixas da mesma serviçal. 

Problemas esses que fazem crescer no Brasil a venda de câmeras de segurança interna para residências de idosos. O servidor aposentado B.P. instalou um kit para vigiar as cuidadoras da mãe, que tem 90 anos e está com Alzheimer. Como não consegue ficar o tempo todo junto dela, a tecnologia lhe pareceu a melhor alternativa para aumentar a tranquilidade e lhe permitir viajar. “O monitoramento é feito em tempo real pelo próprio smartphone”, conta.

Aprenda a identificar a violência contra o idoso:

Identificar se um idoso está sofrendo algum tipo de abuso não é tarefa fácil. Mas existem algumas dicas que podem ajudar você. Fique de olho nos itens listados abaixo e, se tiver uma suspeita forte, denuncie:

- Alterações de humor repentinas, principalmente na frente de desconhecidos.
- Pacientes com diagnósticos de doenças simples, mas que não apresentam melhora.
- Suspeite de quedas frequentes ou de hematomas na pele ou ferimentos inexplicados.
- Atente para o cuidador que se recusa a deixar o idoso sozinho com parentes e amigos. Ele pode estar querendo constranger a pessoa de forma a não ser delatado. 
- Fique atento para perda de peso, sinais de desnutrição ou roupas rasgadas sujas e mal cuidadas.
- Atente para sonolência demasiada, que pode indicar uso de sedativos.
- Pacientes que apresentam escaras em muitos lugares do corpo podem sinalizar tratamento ineficaz.
- Suspeite quando o dinheiro deixado com o idoso para as despesas pequenas é gasto com muita rapidez ou fora do padrão esperado. Cuide se os itens adquiridos ou a quantidade de alimento na geladeira é condizente com o gasto semanal.

Casos de violência contra idosos podem ser denunciados na Delegacia de Polícia ou por meio do disque denúncia no 181.


Gostou do nosso conteúdo? Acompanhe pelo Facebook


Tags: Violência,

Notícias relacionadas:

Ou se preferir veja uma listagem com todas as notícias do i3i!

Comentários!
Use a caixa de comentários abaixo para comentar, compartilhar e interagir com os leitores do site.


Você também vai gostar de ...

Encontre-nos no Facebook

i3i ® 2014. Todos os direitos reservados.